"Respeite a sinalização"
 




Guias Educativos Imprimir E-mail

Valorize a vida. Viva a paz no trânsito.


Promover a paz no trânsito é muito mais que colocar em prática a direção defensiva. É estar atento a tudo que possa prejudicar as pessoas que estão ao seu redor: pedestre, motociclista, carroceiros, ciclista ou outros motoristas. Cada um tem que fazer a sua parte.
A Cartilha Guia do Motorista traz dicas especiais para você dirigir com mais segurança e evitar acidentes. Também traz importantes dicas para evitar acidentes de crianças no carro. Você também pode mostrá-la para seu filho ou para outras crianças, porque é desde pequeno que se aprende.

Faça a sua parte. Um bom cidadão valoriza a vida e vive a paz no trânsito.
Não adianta exceder a velocidade se você tem que parar em sinais e cruzamentos. Dirigindo acima do limite de velocidade permitido, as chances de reagir a uma situação de risco são muito pequenas.

Pedestres têm a preferência sempre. Redobre a atenção nas entradas e saídas de garagens. Ameaçar pedestres com manobras perigosas é uma infração gravíssima com multa de R$191,54 e suspensão do direito de dirigir. Se for ultrapassar, faça-o com precisão e rapidez. Não ultrapasse em curvas, lombadas ou em locais proibidos. Reduza a velocidade e use faróis baixos à noite, em neblina ou chuva, nunca acenda o pisca-alerta com o veículo em movimento. É um erro.

Aproxime o veículo da calçada para embarcar ou desembarcar passageiros e evite em fila dupla. O embarque e desembarque de crianças devem ser feitos pelo lado da calçada e nunca com o carro em movimento. Quando chegar ao local desejado, nunca deixe a criança sozinha no carro por curiosidade a criança pode mexer nos equipamentos do carro, que podem colocar o veículo em movimento e causar um acidente.
Usar o acostamento para fazer retornos ou para entrar à esquerda em estradas e rodovias é tão importante, quanto, fazer revisões periódicas em seu veículo, mantendo-o em boas condições de funcionamento.

O licenciamento e a documentação do seu veículo devem estar sempre em dia.

Ande sempre com os documentos originais da Carteira de Identidade (se a sua Carteira Nacional de Habilitação for antiga) e da CNH, além de cópias autenticadas dos outros documentos.

Nunca faça uso de bebidas alcoólicas ou medicamentos que prejudiquem seus reflexos aos dirigir. Se estiver cansado, com sono ou estresse, sua atenção também fica comprometida ao volante.

Atenção: Todos os passageiros do veículo têm que usar sempre cinto de segurança.

Aumente seu campo de visão no trânsito mantendo a distância de aproximadamente 4 metros do veículo à sua frente.

Transportar crianças em automóvel sem cumprir as normas de segurança especiais é uma infração gravíssima, com multa e retenção do veículo, até que a irregularidade seja corrigida. Crianças com até 10 anos ou menos de 1,45m ficam no banco de trás, longe das portas. Adapte o cinto ao tamanho da criança. Os cintos de três pontos são os mais garantidos.
Crianças menores de 4 anos devem ficar em cadeirinhas especiais, desenvolvidas de acordo com a idade. Não basta apenas ter o assento, saiba como utilizá-lo.

Mantenha as janelas traseiras do veículo semi-fechadas e as portas travadas. É melhor evitar que a criança coloque a cabeça ou o braço para fora da janela repentinamente e seja atingida por outros veículos, árvores ou postes.

Evite discussões com as crianças no carro. Combine antes como elas devem se comportar no veículo, educando-as desde pequenas sobre as leis de trânsito.

O porta-malas dos carros e a carroceria de caminhonetes são para transportar cargas e não pessoas. Preserve a segurança dos passageiros, principalmente das crianças e evite multa e apreensão do veículo.

Em caso de acidentes, preste socorro imediatamente às vítimas e facilite o trabalho dos Agentes de Trânsito para não levar multas e 7 pontos na Carteira de Habilitação.

Preserve a vida.

Seja hábil, atencioso e responsável no trânsito. Use sempre a direção defensiva.

Respeitando essas regras você evita multas e apreensão do seu veículo.

Conheça, conserve e respeite as leis e sinais de trânsito. Seja um motorista consciente.





Valorize a vida. Viva a paz no trânsito.


Promover a paz no trânsito é muito mais que colocar em prática a direção defensiva. É estar atento a tudo que possa prejudicar as pessoas que estão ao seu redor, seja você pedestre, motorista, carroceiros, motociclista ou outros ciclistas. Cada um tem que fazer a sua parte.

A Cartilha Guia do Ciclista traz algumas dicas importantes para evitar acidentes no trânsito. E para aumentar ainda mais sua segurança. Ciclista consciente valoriza a vida e vive a paz no trânsito.
Pedale pelo lado direito da via inclusive nas ruas de mão dupla, bem próximo ao meio-fio e no mesmo sentido dos veículos para evitar o ofuscamento. Em grupo, ande sempre em fila dupla. É importante não pegar carona na traseira de ônibus e caminhões, pois poderá evitar colisões e freadas bruscas.

Nem sempre os motoristas de veículos maiores respeitam os ciclistas, por estes serem menores. Redobre a atenção.
No trânsito, faça de tudo para ser visto, portanto à noite e em dias de chuva com neblina, use roupas claras e sinalize a intenção de suas manobras, sempre.

Respeite as leis de trânsito e as regras de circulação do ciclista. Ande em ciclovias. Se não tiver, passe pelas praças, parques municipais ou qualquer outra área de lazer.
Nas vias de fluxo rápido e intenso, fique atento a curvas, cruzamento, pontos de ônibus e carros estacionados. É comum as portas se abrirem de repente. Só é permitido conduzir a bicicleta com uma das mãos fora do guidom quando for indicar suas manobras, não esquecendo sobre tudo os equipamentos de segurança como capacete, campainha, espelho retrovisor do lado esquerdo, adesivos refletivos e luzes na bicicleta.

Atenção: O ciclista que empurra a bicicleta tem os mesmos direitos e deveres dos pedestres. Leia também o Guia do Pedestre para sua segurança.
Conduzir o passageiro fora da garupa ou do assento especial e transportar carga incompatível com as especificações é infração média com penalidade de multa.

Agora é hora de colocar tudo isso em prática. Garanta sempre sua segurança, por onde for. Seja um ciclista que promove a paz no trânsito. Respeite as leis e lembre-se sempre que o trânsito é feito por pessoas.






Valorize a vida. Viva a paz no trânsito.



Promover a paz no trânsito é muito mais que colocar em prática a direção defensiva. É estar atento a tudo que possa prejudicar as pessoas que estão ao seu redor, seja pedestre, motorista, carroceiros, ciclista ou outros motociclistas. Cada um tem que fazer a sua parte.

A Cartilha Guia do Motociclista traz algumas dicas importantes para evitar acidentes no trânsito. E para aumentar ainda mais sua segurança sobre duas rodas. Um bom motoqueiro valoriza a vida e vive a paz no trânsito.

Mantenha a moto equilibrada: use os dois freios ao mesmo tempo, com os quatro dedos na manete, pilotar com a coluna reta, sentando no centro da moto, com ombros e braços relaxados, dará mais estabilidade a pilotagem. Levante-se sobre a pedaleira em terrenos irregulares para reduzir o impacto.

O garupa deverá sentar-se bem próximo ao piloto, segurando firme e acompanhando os movimentos e inclinações do mesmo, devendo ainda estar devidamente equipado conforme o piloto com capacete, luvas botas e jaqueta para a própria proteção e segurança.

Mantenha-se sempre visível a qualquer distância, com roupas claras e refletivas, sinalizando suas intenções. Evite manter-se nos pontos cegos de visão dos automóveis e nos cruzamentos, pare e olhe antes de passar. Nunca divida a mesma faixa com outros veículos.

Pilote utilizando a direção defensiva. Observe as condições da pista e previna ações de pedestres e outros veículos, decidindo antecipadamente o que vai fazer para seguir com segurança. Verifique com freqüência os estados das luzes e pneus e mantenha sua moto bem regulada. A fragilidade do veículo exige cuidados especiais e muita atenção na hora de conduzir.
Não costure o trânsito entre veículos parados ou em movimento. Um pedestre pode ser atropelado.

Atenção: Estacionar em locais indevidos como calçadas, sobre a faixa para pedestres ou canteiros centrais é infração grave com multa grave – artigo 181-CTB e conduzir ameaçando pedestres que estejam atravesando ou demais veículos é infração gravíssima, com multa e suspensão do direito de dirigir.

Agora é hora de colocar tudo isso em prática. Não tenha tanta pressa pra chegar, só porque está de moto. Garanta sempre sua segurança, por onde for. Respeite as leis e lembre-se sempre que o trânsito é feito por pessoas.







Valorize a vida. Viva a paz no trânsito.

Promover a paz no trânsito é muito mais que colocar em prática a direção defensiva. É estar atento a tudo que possa prejudicar as pessoas que estão ao seu redor, seja você pedestre, motorista, motociclista ou ciclista. Cada um tem que fazer a sua parte.

A Cartilha Guia do Motorista com Criança traz algumas dicas importantes para evitar acidentes de crianças no carro. Você também pode mostrá-la para seu filho ou vizinho, porque é desde pequeno que se aprende. Um bom cidadão valoriza a vida e vive a paz no trânsito.

Quando chegar ao local desejado, nunca deixe a criança sozinha no carro. Por curiosidade a criança pode mexer nos equipamentos do carro, que podem colocar o veículo em movimento e causar um acidente.

O embarque e desembarque de crianças devem ser feitos pelo lado da calçada e nunca com o carro em movimento. No entanto manter as janelas traseiras do veículo semifechadas e as portas travadas, é fundamental, pois evita que a criança coloque a cabeça ou o braço para fora da janela repentinamente e seja atingida por outros veículos, árvores ou postes.

Para garantir a segurança dos bebês, transporte-os sempre no banco de trás, em cadeirinhas especiais desenvolvidas de acordo com a idade. Não basta apenas ter o assento, saiba como utilizá-lo.

O porta-malas dos carros e a carroceria de caminhonetes são para transportar cargas e não pessoas. Preserve a segurança dos passageiros, principalmente das crianças e evite multa e apreensão do veículo.

Evite discussões com as crianças no carro. Combine antes como elas devem se comportar no veículo, educando-as desde pequenas sobre as leis de trânsito.

Crianças com até 10 anos ou 1,45m andam sempre no banco de trás com cinto de segurança.O local mais seguro para a criança no veículo é o centro do banco traseiro, sempre com o cinto de segurança, adaptando-o ao tamanho da criança, sendo que os cintos de três pontos são os mais garantidos.

O transporte de crianças em automóvel sem cumprir as normas de segurança especiais é uma infração gravíssima, com multa e retenção do veículo até que a irregularidade seja corrigida.

Agora é hora de colocar tudo isso em prática. Garanta que sua viagem de carro, acompanhada por crianças, seja sempre segura. Respeite as leis e lembre-se sempre que o trânsito é feito por pessoas.





Valorize a vida. Viva a paz no trânsito.


Promover a paz no trânsito é estar atento a tudo que possa prejudicar as pessoas que estão ao seu redor, seja ciclistas, motoristas, carroceiros ou motociclistas. Cada um tem que fazer a sua parte. Inclusive, você, pedestre.

A Cartilha Guia do Pedestre traz algumas dicas importantes para evitar acidentes no trânsito. E para aumentar ainda mais sua segurança nas ruas. Caminhe atento, respeitando as sinalizações e leis. Paz no trânsito é um gesto de quem valoriza a vida.
Nas áreas urbanas, quando não houver calçada ou quando não for possível a sua utilização, o pedestre terá prioridade sobre os veículos e deverá andar pelos cantos da pista, em fila única. Exceto em locais proibidos pela sinalização e nas situações em que a segurança ficar comprometida. O mesmo segue para as vias rurais, mas lembre-se de andar em sentido contrário ao deslocamento dos veículos.
Para cruzar a pista, o pedestre deverá levar em conta a viabilidade, a distância e a velocidade dos veículos, utilizando sempre as faixas ou passagens mais próximas, no entanto onde não houver faixa ou passagem, o cruzamento da via deverá ser feito sempre em linha reta, procurando a menor distância. Lembre-se ciclista empurrando a bicicleta, tem os mesmos direitos e deveres do pedestre.

É proibido ao pedestre:

Andar fora da faixa própria e das passarelas, quando houver alguma por perto.
Desobedecer a sinalização de trânsito específica.
Andar ou permanecer nas pistas, exceto para cruzá-las onde é permitido.
Cruzar a pista nos viadutos, pontes e túneis, salvo onde exista permissão.
Atravessar a via dentro das áreas de cruzamento, salvo quando houver sinalização para esse fim.
Utilizar-se da via em agrupamentos capazes de perturbar o trânsito, para a prática de qualquer festejo, esporte, desfile e similares, salvo em casos especiais e com a devida licença da autoridade competente.

Você também possui responsabilidades no trânsito. Exija seus direitos, mas cumpra sempre com seus deveres, não coloque em risco a sua vida e das outras pessoas, obedeça as leis de trânsito e respeite sempre a sinalização.

Agora é hora de colocar tudo isso em prática. Garanta sua segurança, por onde for e lembre-se sempre que o trânsito é feito por pessoas. Um bom cidadão valoriza a vida e vive a paz no trânsito.





Criança esperta é nota 10 no trânsito.


Toda criança gosta de brincar, estudar e se divertir, muito. Também adora jogar bola, andar de bicicleta, passear com a família e os amiguinhos. Mas para fazer tudo isso a gente, normalmente, precisa sair de casa, de carro, de ônibus, de bicicleta ou a pé.
Andar pelas ruas exige alguns cuidados, especialmente de você, que ainda é criança. Por isso, a Cartilha Guia da Criança foi preparada, com dicas legais pra você ficar ligado na sua segurança.

Você também pode ajudar a evitar acidentes. Faça a sua parte. Mostre que você é um aluno nota 10 em educação no trânsito.
Quando for atravessar a rua na saída da escola, utilize sempre a faixa de pedestre e ande de mãos dadas com um adulto em linha reta, sem correr. Se a rua não tiver faixa de pedestre nem sinal, atravesse num lugar sem curvas, para ver bem os carros que passam e vice-versa, lembrando-os que os Agentes de Trânsito podem orientá-lo em caso de dúvidas.

Só suba ou desça do veículo escolar pelo lado da calçada quando o mesmo estiver parado, e, dentro dele, não coloque o braço ou a cabeça para fora da janela, lembre-se quando for sair de carro, não fique em pé entre os bancos e não mexa nos equipamentos do veículo, pois poderá sofrer um grave acidente.
Criança menor de 10 anos ou 1,45m só no banco de trás, sempre com cinto de segurança, adaptado ao tamanho do mesmo.

Brincar entre os carros estacionados, no meio da rua, soltar pipa no meio do trânsito, é perigoso, portanto brinque somente em praças e parques é muito legal e bem mais seguro. Atenção: Caso a bola cair na rua, peça a um adulto para buscar ou olhe bem se não vem nenhum carro.
Ande sempre na calçada, longe do meio-fio. Se a rua não tiver calçada, siga pertinho dos muros, ficando de frente para os carros que vêm. Mas tome cuidado com veículos saindo das garagens.
Só saia de bicicleta se já for maior, sempre pela ciclovia, com freios regulados e capacete.

Agora é hora de colocar tudo isso em prática. Respeite as leis e lembre-se sempre que o trânsito é feito por pessoas. A paz no trânsito é uma lição que você leva pra sua vida toda.






Fique atento a sinal sonoro e luminoso para deficientes auditivos e visuais nas travessias. O sinal diferenciado já é um alerta para o motorista de que alguém com dificuldade de locomoção pode atravessar.

Por tanto, não adianta buzinar ou acelerar o carro para apressar o deficiente, o excesso de barulho pode confundi-lo e comprometer a segurança de todos.

O motorista deficiente deve procurar estacionar em local seguro para que possa desembarcar tranqüilamente e o motorista que passa pelo local deve ficar atento ao desembarque do deficiente, respeitando o tempo que ele necessita para se descolar.

Atenção: Fique sempre atento aos adesivos colados nos carros que indicam que o motorista é deficiente, para não pressionar esses motoristas no trânsito buzinando ou piscando o farol.

Deficientes físicos têm vaga especial em estacionamentos. Respeite o símbolo internacional de acesso do deficiente nas vagas de estacionamento.

Essas vagas são estrategicamente reservadas nas entradas dos estabelecimentos e têm espaço especial para o embarque e desembarque. Não estacione nestes locais, pois se o deficiente tiver que estacionar mais longe, o deslocamento para o local de destino fica ainda mais difícil.

Os deficientes físicos que utilizam cadeira de rodas, muletas ou andador devem desembarcar pelo lado da calçada.

Educação no trânsito. É uma lição de respeito.


Publique este artigo no seu site | E-mail

Seja o primeiro a comentar este artigo.
Comentários em RSS

Só usuários registrados podem comentar.
Registre-se e efetue o login.

 
< Anterior   Próximo >
Advertisement