"Dirigir e beber é suicídio. Não brinque no Trânsito"
 
Principal seta Notícias seta Notícias seta MG - Feriado termina com mortes e engarrafamentos na região
MG - Feriado termina com mortes e engarrafamentos na região Imprimir E-mail

O juizforano enfrentou engarrafamento e violência na volta para casa após o feriado. Com a chuva e o aumento do número de veículos nas estradas, vários acidentes foram registrados na região. A ocorrência mais grave aconteceu na BR-040, em Ewbank da Câmara, onde o choque entre um Space Fox, de Belo Horizonte, e um Escort, de São José dos Campos (SP), resultou na morte de quatro pessoas. A colisão, que deixou, ainda, três pessoas de uma mesma família feridas, ocorreu, por volta das 14h3o de ontem, no km 756, no Viaduto da Morte. A pista no sentido Santos Dumont foi interditada por cerca de três horas. O tráfego foi desviado para a pista contrária, que ficou em duas mãos, causando congestionamento de três quilômetros para cada lado. A situação ficou mais crítica, em torno das 17h, durante a remoção dos veículos, quando a retenção chegou a mais de cinco quilômetros entre os kms 756 e 761.

Na mesma via, no km 746, no trevo de Santos Dumont, a Saveiro de Juiz de Fora, GWJ 9192, e o Fox de Belo Horizonte, HFH 8663, bateram, depois que a caminhonete derrapou na pista, sentido Santos Dumont-Juiz de Fora, atingindo o outro carro que vinha na direção contrária. Seis pessoas se feriram, e o tráfego ficou lento. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as vítimas foram levadas para o hospital daquela cidade, sendo transferidas para Juiz de Fora. Uma delas seria a filha do prefeito de Maripá de Minas, conforme a assessoria da Secretaria de Saúde. Entre os feridos, cinco estavam no Fox e um na Saveiro, que ficou preso nas ferragens. Já na BR-267, próximo a Guarará, o deslizamento de um barranco, no km 57, deixou o trânsito em meia pista. Também na 267, dois Chevette caíram em um barranco de oito metros, por volta das 18h30 de ontem. Eles teriam derrapado na pista molhada.

Acidente com mortes
Na ocorrência de Ewbank, o Escort, COD 0259, seguia em direção a Juiz de Fora, quando, na cabeceira do viaduto, teria perdido a aderência em função do excesso de água da chuva. O carro rodou e invadiu a pista contrária, colidindo contra o Space Fox, HEA 0579, que vinha no sentido oposto, de acordo com a PRF. Com o impacto da batida, o Escort teve a lateral direita destruída, e seus quatro ocupantes morreram no local. Os corpos do condutor Reginaldo Claudino da Silva, 44, Márcia Maria do Carmo, 48, Andréia Aparecida do Carmo, 35, e uma passageira, ainda não identificada, foram para o IML de Juiz de Fora.

Já os três ocupantes do Space Fox foram socorridos no HPS. O motorista do carro Henrique Oliveira Daibert sofreu trauma abdominal, conforme a assessoria da Secretaria de Saúde. Adriana Moreira Reis e a filha do casal, Júlia, tiveram trauma de face. A menina foi medicada e liberada. Os pais foram transferidos para o Monte Sinai.

Risco aumenta vem trecho cheio de curvas
O ponto onde foram registradas as quatro mortes de ontem é um dos mais críticos da BR-040, conforme autoridades de trânsito. Apesar de não ser recordista de acidentes, o local acumula maior número de ocorrências graves e fatais. “O trecho é falho, já que são duas faixas de rolamento, nos dois sentidos. E, após uma sucessão de curvas, as pistas são afuniladas no viaduto. Além disso, com as chuvas, as sarjetas transbordam na cabeceira do viaduto, fazendo com que muitos veículos percam a aderência e despenquem de uma altura de cerca de 30 metros”, afirma o inspetor da PRF Wallace Winschansky. Até outubro de 2007, foram notificados 30 acidentes no local, com 16 feridos e uma morte. Em janeiro, três óbitos foram registrados.

Condutor sem CNH detido por direção perigosa
Um auxiliar de expediente de 21 anos foi detido, na manhã de ontem, depois de fugir de um patrulhamento da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Ele conduzia uma moto Honda Titan, de Juiz de Fora, pela MG-353, próximo ao posto policial do Bairro Grama, na Zona Nordeste, quando, ao ser abordado pelos policiais, escapou do sinal de parada obrigatória. O rapaz ainda efetuou ultrapassagens em local proibido e dirigiu em ziguezague pela contramão da rodovia. Alcançado pelos policiais rodoviários na altura do km 72, próximo ao Hospital João Penido, o condutor da motocicleta afirmou que não possuía carteira de habilitação (CNH) e que, por este motivo, havia desobedecido a sinalização da PRE. A moto foi apreendida, e o motorista encaminhado à Delegacia de Santa Terezinha, onde teve lavrado um termo circunstanciado de ocorrência (TCO).


Publique este artigo no seu site | E-mail

Seja o primeiro a comentar este artigo.
Comentários em RSS

Só usuários registrados podem comentar.
Registre-se e efetue o login.

 
< Anterior   Próximo >
Advertisement