"Sinalize sua intenção de manobra"
 
Principal seta Notícias seta Notícias seta MT - Sindicato diz que norma do Detran atinge instrutores
MT - Sindicato diz que norma do Detran atinge instrutores Imprimir E-mail


Midiamax News




O presidente do Sindif/MS (Sindicato dos Instrutores e Funcionários de Centro de Formação de Condutores), Paulo Benites, emitiu nota de repúdio a ato do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito). A nota se refere precisamente à portaria que instituiu índices de aprovação e de presença nos exames. As escolas que não atingirem índices mínimos de aprovação de 60% em três meses consecutivos ou quatro alternados ou índice de ausência nos exames agendados superior a 10% são advertidas. Sucessivas advertências podem levar ao descredenciamento do CFC (centro de formação de condutores), ou seja, da auto-escola. Paulo disse que a preocupação é com os instrutores e demais servidores, que na sua visão são os mais prejudicados. Ele caracterizou as regras como aberrações. "O índice não faz sentido, o sindicato é contrário à portaria desde quando ela foi idealizada", informou. Mas, conforme a nota enviada à imprensa, o sindicato demonstra preocupação também com as auto-escolas. "[O sindicato] refuta e protesta veementemente pela maneira como o Detran/MS faz os levantamentos do índice, prejudicando empresas idôneas e seus respectivos instrutores, em benefício de outras empresas em tão idôneas assim, que vivem praticando golpes e atentados à economia popular". O presidente do sindicato preferiu não revelar nomes de auto-escolas. Quanto ao índice estipulado de ausência nos exames, Paulo disse que é impossível à auto-escola e aos instrutores controlarem a vida particular do aluno. O sindicalista critica ainda os critérios para atribuição do índice. Ele exemplifica: se uma auto-escola manda um

candidato e este é aprovado, o índice será de 100%; enquanto outra que manda 600, dos quais 300 são aprovados terá um índice de apenas 50%.


Publique este artigo no seu site | E-mail

Seja o primeiro a comentar este artigo.
Comentários em RSS

Só usuários registrados podem comentar.
Registre-se e efetue o login.

 
< Anterior   Próximo >
Advertisement