default_mobilelogo

 

                  

ONDAS

                   Os tempos atuais são de mudanças. Todos os tempos são de mudanças! Como ondas que chegam na areia das praias, o tempo muda a cada instante.

                   As ondas que chegam na areia das praias, são os ponteiros de um relógio do tempo. A cada vez que chegam, trazem algo novo, espumando o sal que surfa em suas cristas, com um tempero diferente, a cada chegada.

                   As ondas sempre chegam na areia das praias, na corda infinita do tempo que não para.

                   Nas estradas do mundo, os carros trafegam como ondas, que chegam na areia das praias. Vão e vêm, num embalo frenético de movimentos velozes, levando vidas, a todo instante, ardendo os olhos de sal daqueles que lamentam as perdas dos homens, que não souberam surfar.

                   Os homens que chegam nas praias, se afogam no mar, na busca das ondas que teimam em chegar. Não mudam com o tempo. Temperam suas vidas com as salinas que queimam, de tanto arder, cegando seus olhos que não creem, na mudança dos tempos.

                   As ondas que chegam na areia das praias, insistem em dizer que o tempo não para.

                                     

                   Os carros, as ondas, os homens do meu tempo, o mar de lamentos que chegam na areia das praias, que não os para de buscar.