default_mobilelogo

Contran determina novas regras para som automotivo, transporte coletivo e transporte de presos

Motorista que for flagrado com som automotivo audível do lado externo do veículo, independentemente da frequência ou do volume, e que perturbe o sossego público será autuado

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou, nessa quarta-feira (19), três novas resoluções que regulamentam autuações para som automotivo, transporte coletivo de passageiros e requisitos de segurança para veículos que transportam presos.

A norma nº 624 determina a autuação do condutor que for pego com som automotivo audível pelo lado externo do veículo, com volume ou frequência que perturbe o sossego público, em vias terrestres de circulação.

Como parte das atividades do Movimento Outubro Rosa, que chama a atenção para ações de prevenção ao câncer de mama, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) divulga um perfil das mulheres no trânsito. Dados mostram que elas conquistam a habilitação mais cedo. Das 56 mil CNHs emitidas para elas, nos primeiros nove meses do ano, 63% foram para motoristas com entre 18 e 24 anos.

Motos sem catalisadores poluem até oito vezes maisComponente é essencial para o controle da qualidade do ar

Responsável por converter cerca de 85% dos gases poluentes em substâncias inofensivas, os catalisadores são peças fundamentais também nos veículos de duas rodas. Isso porque, diferentemente dos carros, as motos exigem mais do motor para ter um bom desempenho, tornando-se, assim, mais poluentes. Segundo a Umicore, principal fabricante de catalisadores do Brasil, as motocicletas podem emitir oito vezes mais gases tóxicos caso a peça seja retirada.